ATENÇÃO, POR FAVOR!


Mudei-me! Agora estou aqui:

I moved! Now I'm here:

www.anapina.com

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

fon-fon-fon


Deolinda preparou a sua sala de estar para receber as visitas na Casa da Música. Esmerou-se nos naperons, no lustre, nas cadeirinhas brancas e num ou noutro passepartout a lembrar as casas de aldeia das nossas avós. Não esqueceu a tradição nem renunciou aos tempos em que vive, misturando em cada melodia o som familiar do fado e uma sonoridade nova, única e muito particular que faz desta Canção ao Lado uma refrescante (podendo mesmo dizer a maior) revelação no contexto recente da música portuguesa.

A cada música a sua história, a cada história as suas personagens e a cada uma delas uma voz - que chora, ri, reclama, ama e canta com a alma à flor da pele de Ana Bacalhau, que tão bem personifica o espírito do grupo.

Entre boas músicas, belos poemas (às vezes românticos, às vezes revolucionários...) e muito humor, o concerto no Porto não podia deixar de terminar com aquele que é já considerado um hino por muita gente (ou não representasse tão bem o espírito nacional)...

Vão sem mim, que eu vou lá ter... Vão sem mim, que eu vou lá ter!

3 comentários:

  1. Estar aqui é sempre bom :)
    Com Deloinda, ainda melhor ;)
    Bjos, mts.

    ResponderEliminar
  2. Concordo! Se nunca viste Deolinda ao vivo aposto que ias adorar o concerto :)

    ResponderEliminar

Deixa aqui a tua impressão digital: pode ser um comentário, uma sugestão ou simplesmente um pensamento... este espaço é teu.